Criando um mundo à minha medida... -"Grande mundo!!! Tu só medes 1.80"...

Sábado, 29 de Dezembro de 2007

Era tão fácil quando eramos crianças, o mundo girava e as preocupações, medos e frustrações não existam, a única coisa que nos era imposta era amar e ser amados, para que assim fossemos capazes de ser alguém de melhor e especial…

Ao longo da minha curta e medíocre vida, fui conhecendo pessoas… Pessoas que marcaram, pessoas que feriaram, pessoas e pessoas…

Sei que muitas delas, batalham arduamente para o meu bem-estar e que estão sempre lá, ou quase sempre, principalmente nos momentos em que mais necessito de um simples “oi” ou aquele abraço mais apertado e que nós faz sentir realmente amados…

 

Tu és uma delas… Sempre que precisei de ti estavas lá, tímida e com sorriso maroto, com braços abertos e coração disponível. Conseguis-te fazer da minha vida um sítio um pouco melhor. Digo apenas um pouco porque, como deves calcular e tu própria dizes, não sou fácil, complicado até, como te referes, mas mesmo assim fazes de tudo para não me veres em baixo…

És para mim, mais do que uma amiga, posso dizer que és a complementação do ser que eu necessito… Força e determinação…

Gostava de ser capaz de transmitir os sentimentos, de libertar expressões de compaixão e confiança… Ser capaz de tomar as rédeas da minha vida e caminhar em frente… Mas não sou capaz... Sei que queres ajudar e que sentes aquele aperto no peito que te faz chorar e querer que todo esteje e acabe bem, eu sinto o mesmo, mas…. E este mas, ocupa sempre o lugar muito importante na minha vida, não me deixa, corta-me a determinação, corta-me como dizemos “às asas para voar”..

Quero que saibas que eu sei que tu estas ai, que posso contar contigo e que gostas muito de mim. Acredita, se eu não te digo ou não faço, não é porque não queira é que muitas das vezes, não sou capaz, ou quando sou soltam-se em breves e resguardadas palavras que muitas vezes confundem mais o que já esta confuso…

Espero que percebas e que entendas que para mim, não tens valor, não tens preço, não tens rivalidade…. Para mim és como a segunda mãe, como te designo, tens e sempre terás o meu coração e alma eternamente voltados para as tuas alegrias e tristezas, medos e complicações… Quero e irei ser capaz de superar os meus problemas… Sempre fui, desde a minha breve dislexia, que para muitas pessoas é um problema, desde a minha falta de carisma num futuro melhor, desde as minhas mudanças e complicações.

Espero que assim consigas entender mais um pouco o que se passa e que não, não quero esconder-te nada, apenas quero e preciso do tempo para me conseguir mostrar.

Agora no meio deste texto todo lembrei-me, e soltou-se uma lágrima do primeiro presente que recebi teu… Uns boxers e um cinzeiro do Sporting, acho e como já era de se esperar isso ou estragou-se ou nunca teve uso, mas ainda me lembro do cd, cd que pediste para gravar com a música da abelha Maia, que até hoje quando me sinto um pouco em baixo vou lá ouvir. Mas o mais importante não foi isso, foi aquele pequenino papel que vinha acompanhado. Ainda hoje me lembro do que dizia: “Só para maiores de 14 anos” lool… olha como o tempo corre e nós nem notamos… Esse papel permanece e irá até aos meus últimos dias permanecer junto aos bens que nunca quero perder…

És muito importante para mim, nunca questiones isso…

Beijos…

sinto-me:
música: Rodrigo leao - o ultimo adeus
publicado por EA às 21:08

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2007
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
27
28

30


Últ. comentários
Olá Daiane!Sou Psicóloga e fazendo uma pesquisa no...
Olá ! Agradeço as visitas que recebo de sua parte ...
Não pude deixar de vir cuscar e comentar! Goste...
Olá! =)Todos nós merecemos um "miminho" ocasionalm...
Oh... Isso foi tão incrivelmente fofo. Agora fique...
Gosto
boa música e bom vídeo!
Dói sim! Só pode doer, quando o ser interior é tão...
Olá :)Gostava muito de falar melhor contigo! Neste...
Nicka, até eu gostava de ouvir um seu "meo" da pes...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro