Criando um mundo à minha medida... -"Grande mundo!!! Tu só medes 1.80"...

Quinta-feira, 15 de Janeiro de 2009

 

Quanto mais as coisas mudam, mais ficam na mesma!

 

 

música: The killers - human
tags:
publicado por EA às 10:30

Domingo, 14 de Dezembro de 2008

 

 

 

 

A vida é mesmo o MUNDO... Troca as voltas todas em breves instantes.

Sem ter muita vontade de fazer coisa alguma tive mesmo assim que adiantar um trabalho mas, só de pensar no tema penso logo que não haveria tema mais indicado para esta altura (ironia em forte). Imagina... Calhou-me analisar o Grau de Satisfação.

Epa por amor de um santo, se tivesse que analisar neste preciso momento a minha satisfação nesta altura acho que já teria uma tese para mestrado.. Bem lá comecei a escrever e a ver que afinal há coisas incríveis... Fiquei simplesmente apreendido por imaginar que as variáveis que analiso numa empresa podem ser analisadas em mim, que as soluções que apresento para mudarem adaptação plenamente em mim.. Mas tal como na empresa vejo difícil o acto mudar...

Mas enfim, a chuva lava mais que o chão das estradas, lava cabeças e pensamentos...

 

P.S - Adoro andar à chuva... 

 

sinto-me: Clean
música: Deolinda - Movimento Perpétuo Associativo
tags:
publicado por EA às 21:08

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2008

Quem és tu?

Que  bates à porta e não queres entrar, que escutas minhas preces mas temes enfrentar-me...

Quem és tu?

Deixa os medos e apresenta-te, vive e deixa-me viver deixa a sombra e faz-te alguém. Tens medo de entrar, de abrires a porta que está encostada que separa a minha realidade da tua..

Quem és tu?

Escutas e olhares, respirações e palpitações tudo está presente. Sigo o inevitável e inconstante presente sempre olhando para trás com medo de dar de caras contigo e sentir o arrependimento de nunca te ter guardado...

Quem és tu?

 

sinto-me:
música: Silence 4
tags:
publicado por EA às 21:31

Domingo, 26 de Outubro de 2008

A tua respiração ofegante, a mão que passa pelo meu corpo cansado,

os lábios conhecedores de prazer, tua voz silenciadora e acolhedora,

o seu olhar profundo e amigo, a tua maneira de pensar e de me fazer pensar...

Faz falta  ter-te...

Sentir que os lençóis que cobrem esta cama ainda são os mesmo que antigamente foram usados por nós, que ainda tem presos a si o  cheiro do teu corpo do teu amor.

Sinto falta do abraço que me foi prometido e que nunca foi-me dado, sinto falta dos beijos que tive medo de roubar e que hoje fazem-me falta..

Tenho saudade da tua companhia não física mas da companhia que preenchia o meu molestado coração. Queria que voltasses a fazer parte de mim.. Gostava muito...

Hoje pensei mais uma vez em ti.... 

sinto-me: pensativo
música: aquela que bate no coração
tags:
publicado por EA às 20:53

Terça-feira, 05 de Agosto de 2008

Não sei o que se passa connosco, não sei o que mudou, nem muito menos porque mudou. Apenas sinto as ardilosas facadas no peito, na alma, no próprio ser… Pensava que o mundo tinha sido criado para nós, para a construção de um amor, de um bem-estar alargado mas, pelos vistos, enganei-me mais uma vez.. Fazes-me falta e isso nunca poderei negar. Posso não dizer-te, posso o esconder, mas a verdade é que fazes.

Mas assim quisestes traçar o teu caminho, trespassando todos os obstáculos que a vida impunha-te. O que não notas-te foi que até a mim trespassaste e seguiste em frente, deixando para trás um rasto de recordações…

Sinto a tua falta.. Sinto o cheiro da tua roupa nas minhas mãos, o sabor dos teus lábios colado aos meus, até dos teus piores momentos sinto falta, por incrível que pareça.

 

A construção ficou a meio e, como qualquer outro edifício irá ficar velho e inútil, até ao dia em que será deitado abaixo…

Sinceramente, fazes-me falta e eu não o consigo negar…    

sinto-me:
música: Majorie Estiano - Versos Mudos
tags:
publicado por EA às 22:02

Sexta-feira, 30 de Maio de 2008

Tenho o direito a ter uma vida.

Tenho direito a amar...

Apenas queria bem lá no fundo, poder-te encontrar...

 

Surgias do escuro,

com olhos avassaladores,

mas, bem lá no fundo apenas procuravas amor..

 

Querias tocar-me e minha boca rasgar,

ficares comigo e comigo sonhares...

Mas a vida tratou de te afastar...

 

Tentei dar contigo,

Fazer de ti meu ombro amigo,

Mas, partiste....

 

Contigo o meu coração partiu,

desfez-se em pedaços!

E em pedaços está, até voltar-te a poder encontrar....

sinto-me:
música: A Fine Frenzy - Almost Lover
tags:
publicado por EA às 20:31

Quarta-feira, 26 de Março de 2008
Penso acerca do porque de te ter contado as coisas, de abrir-me contigo, de ter admitido... Sinto que tudo esta diferente, que as coisas mudaram que a nossa relação mudou.
Não te vejo, não consigo falar contigo, não consigo um minuto...
Nem mesmo com os avanços tecnologicos sinto-te mais perto, pelo contrário. Consigo ver-te, mas ao mesmo tempo não consigo dizer nada, por mais que queira sinto a revolta da tua ausência permanente.
Mas todos os dias vejo as tuas fotos, vejo-te pelo quadradinho pequeno que esta no messenger, corro para a rua e olho para o horizonte e penso como tudo chegou a tal ponto.
Guardo religiosamente cada bocado de história que ficou. Desde mensagens, conversas, cartões que para muita gente, e até para ti, não tem qualquer tipo de significado, guardo letras, ouço músicas, revejo-te no mundo que eu criei e que, muitas vezes não consigo desligar.
Apenas queria que o mundo não mude tão depressa, ou que pelo menos, avise que vai mudar. Porque tentar aproveitar cada momento a pensar que poderá ser o ultimo não ajuda.. 
sinto-me:
música: Prince and the revolution - Sometimes it snows in April
tags:
publicado por EA às 18:24

Domingo, 20 de Janeiro de 2008

Pedis-te um dia para escrever algo sobre ti…

Sabes que para mim não é fácil falar sobre ti. É como estar a falar de algo que conheço tão bem, mas que ao mesmo tempo esta sempre a surpreender e a deixar-me sem palavras...

Tenho pena de já não estarmos sempre em permanente contacto, dos nossos bons dias animados, das gargalhadas matinais e até dos olhares que tanto diziam… Como tenho saudades…

Mas o tempo muda as coisas. Mas o mais engraçado é que eu mudei, não sei se para melhor, ou como dizes apenas estou numa fase em que a vida não me sorri e eu dificilmente tento sorrir para ela.

Sei que contigo posso abrir, dizer o que me apetecer, dizer o que sinto, mostrar a pessoa que realmente sou e que gosto de guarda-la apenas para quem gosto e acho merecedor de a conhecer. Criticas-me e censuras-me, dizes que se assim não fosse eu estaria bem, que a minha vida estava a andar para a frente muito mais facilmente. Mas que te posso dizer, sou eu, mesmo que tenha feito planos de mudança acho que nunca deixarei de ser este rapaz que conheces que apenas gosta de ser feliz e de principalmente, ver quem gosta bem na vida.

Adoro quando te conto o que se passa comigo e não me censuras pelas acções que faço, adoro o teu sentido de humor e como gostas de brincar com os meus problemas, acho que lhes consegues dar a devida importância. Importância essa que eu ainda não aprendi a dar. Mas acho que és boa nisso é por causa da tua idade mais nada, não seja convencida, velhota :P

Sabes que para mim estes últimos meses, a minha vida parece uma roda vida, quanto mais tento melhorá-la pior fica… Gostei do que fizeste por mim, o nosso passeio e principalmente da brisa de ar que libertas-te de ti para mim.

Sabes que para além do dinheiro e do status que ostentas nesta sociedade gosto de ti por seres quem és, sincera, honesta e nunca deixares ninguém para trás e principalmente gosto do teu ombro, onde posso dizer que tenho o prazer de muitas vezes ir lá desabafar. Ahhhh, não nos esqueçamos desse corpo, hummm que perdição. Lol

Espero que nunca faça nada que te afaste de mim, como até hoje tem vindo a acontecer com as outras pessoas que vivem em meu redor. Desejo que a nossa amizade seja daquelas que duram a vida toda. Pronto toda também é muito tempo para nós, mas pelo menos mais 100 anos, deve chegar.

Só quero é que não te preocupes tanto comigo, sabes que isto com o tempo vai ao sitio, esta fase de depressão irá um dia ter fim e acho que com o teu apoio e daqueles que me querem bem vais ver que não tarda muito irei voltar ao normal, se é que em mim existe esse estado…

Espero em breve poder dar-te boas noticias….

Beijos minha rata velha, és uma parte bastante significativa da minha vida, espero que nunca essa parte desapareça.

sinto-me:
música: Anna Nalick - Breathe
tags:
publicado por EA às 20:44

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Últ. comentários
Olá Daiane!Sou Psicóloga e fazendo uma pesquisa no...
Olá ! Agradeço as visitas que recebo de sua parte ...
Não pude deixar de vir cuscar e comentar! Goste...
Olá! =)Todos nós merecemos um "miminho" ocasionalm...
Oh... Isso foi tão incrivelmente fofo. Agora fique...
Gosto
boa música e bom vídeo!
Dói sim! Só pode doer, quando o ser interior é tão...
Olá :)Gostava muito de falar melhor contigo! Neste...
Nicka, até eu gostava de ouvir um seu "meo" da pes...
O que me vai na alma...
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro