Criando um mundo à minha medida... -"Grande mundo!!! Tu só medes 1.80"...

Quinta-feira, 22 de Novembro de 2007

Estou deitado... Sinto-me tão bem por estar aqui, dentro destes lençóis, coberto por cobertores e cobertores que tanto ajudam para o aquecimento deste corpo gélido e cansado.

A pouco e pouco, abro um dos olhos, que tanto quer fechar-se e descansar… Olho para a mesa-de-cabeceira e levo repentinamente com a luz do despertador na vista. Fecho automaticamente o olho… Passado instantes, mentalizo-me que tenho que saber as horas, e que provavelmente tenho que me levantar. Bem, com pouca vontade olho para o despertador que emana um luz verde ameaçadora. Vejo que são 7h30m, digo para mim mesmo: “Só mais 5minutos…”. Mesmo que quisesse, já seria impossível pois, entra de rompante a família que sofre da doença de horários e pontualidades crónicas, obrigando-me a levantar e a levar com o frio de uma manha gelada. Ainda por cima, ouço ao longe uma piada infeliz, que neste contexto nem seria seca, tomaria mais uma proporção de piada de congelar, do género: “É para veres quanto é que custa a vida!!”. Penso: “Sermões a esta hora, e com este tempo NAOOOOOOOO…. Obrigado =)”… Epa, nestas alturas viver sozinho e ter um cão é quase um sonho.

Vou para a universidade para ter provavelmente aulas apenas as 10horas, e caso até lá, não seja desencaminhado para ir para lugares mais acolhedores e aconchegantes… Sou forte, digo que não. Penso: “Já que fiz o sacrifício de vir para aqui, não vou ceder, mesmo que a tentação seja forte…”.

Sento-me numa das cadeiras do anfiteatro, que parece nunca mais ter fim. Ouço bem lá no fundo uma voz a debitar citações e ideias de alguns “gurus” na especialidade… Olho através da janela, vejo chuva fininha, aquela que parece gotinhas, mas que molha montes.. Começo a imaginar que essa mesma chuva poderia ser substituída por leves e pequenos flocos de neve. Acho que se isso acontece-se iria para a rua e tentava fazer um boneco de neve que fosse parecido comigo… A esta altura não era preciso muito, o nariz se fosse algo vermelho e gelado era igual, roupa também não era preciso muito (isto de vir para a rua a pensar que o tempo vai mudar não ajuda) apenas falta-lhe o sorriso, pois o meu esta sempre subjacente em mim, principalmente hoje, que sinto as feições da cara geladas… Quero voltar para a cama…

Será agora???

sinto-me:
música: Muse - Feeling Good
tags:
publicado por EA às 22:06

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2007
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
14
15
17

18
20
21
24

26
28
29
30


Últ. comentários
Olá Daiane!Sou Psicóloga e fazendo uma pesquisa no...
Olá ! Agradeço as visitas que recebo de sua parte ...
Não pude deixar de vir cuscar e comentar! Goste...
Olá! =)Todos nós merecemos um "miminho" ocasionalm...
Oh... Isso foi tão incrivelmente fofo. Agora fique...
Gosto
boa música e bom vídeo!
Dói sim! Só pode doer, quando o ser interior é tão...
Olá :)Gostava muito de falar melhor contigo! Neste...
Nicka, até eu gostava de ouvir um seu "meo" da pes...
O que me vai na alma...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro